Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Poluição do ar paralisa cidade chinesa com 11 milhões de habitantes

Mäyjo, 06.12.13

Poluição do ar paralisa cidade chinesa com 11 milhões de habitantes

 

O smog fez encerrar Harbin – uma das maiores cidades da China, com uma população de 11 milhões –, devido aos potenciais problemas de saúde associados ao fenómeno e a uma visibilidade limitada de apenas 10 metros. As escolas e os aeroportos locais estão fechados e os transportes públicos são limitados, numa altura em que toda a cidade lida com a poluição que atingiu níveis 50 vezes superiores aos considerados seguros pela Organização Mundial de Saúde.

Apesar de não ser a primeira vez que a China enfrenta altos de poluição do ar, os níveis registados em Harbin são realmente chocantes. O governo local relata um índice de qualidade do ar de 500 – o mais alto possível. Algumas zonas da cidade registam um índice de material particulado de 1.000 miligramas por metro cúbico – valores que são especialmente alarmantes para as autoridades de saúde.

Os moradores e funcionários estão agora especialmente preocupados com o denso smog que começou a tomar conta da cidade industrial. Para piorar a situação, o sistema de aquecimento a carvão da cidade foi activado, agravando a poluição.

“Não se consegue ver os próprios dedos à frente”, anuncia o site oficial noticioso da cidade. Um habitante de Harbin também comentou: “Pode ouvir-se a pessoa com quem se está a falar, mas não se consegue vê-la”.

O governo emitiu um alerta vermelho e pediu à população para ficar em casa, usar máscaras e comer pêras – no norte da China acredita-se que o fruto ajude os pulmões irritados. Apesar dos avisos para ficar longe das estradas, tem-se registado trânsito intenso em duas auto-estradas. De acordo com o Inhabitat, as internações hospitalares aumentaram 30% num fim-de-semana, com muitas pessoas a queixarem-se de problemas respiratórios.

A região nordeste da China tem implementado, durante anos, medidas rigorosas de combate à poluição do ar. Até ao momento, as autoridades locais têm substituído caldeiras de aquecimento de pequeno porte por sistemas urbanos de aquecimento central, proibido o carvão com alto teor de enxofre e aplicado padrões de combustível mais limpo para os automóveis. Mas o maior problema – o sistema de aquecimento central da cidade, que é alimentado a carvão – mantém-se activo.Harbin é uma das cidades mais frias da China e enfrenta frequentemente a difícil escolha entre ar limpo ou clima aquecido.

 

in: Green Savers